Pitacos – Meu Malvado Favorito

20 08 2010

A existência e competência da Pixar traz coisas boas consigo: além de criar filmes maravilhosos, acaba forçando a concorrência ao máximo. Toda animação lançada em circuito mundial deve tentar se equiparar à Pixar para ganhar bastante dinheiro, e mostrar que há vida fora dos estúdios de John Lasseter e companhia. Pensando nisso, a Illumination Entertainment produziu a animação Meu Malvado Favorito, de 2010. O problema é que eles passaram longe do alvo: a animação não consegue chegar aos pés do pior filme da Pixar.

A trama mostra o vilão Groo, que quer se mostrar como o maior do munod. Porém, seus planos sempre acabam em fiascos, e ele precisa de um grande roubo para se afirmar diante de todo o planeta. Pensando nisso ele decide roubar a Lua. No meio do caminho ele acaba entrando em contato com três irmãs órfãs – Margo, Edith e Agnes -, e mudando seu objetivo de vida.

Ok, o filme tem seus clichês, personagens esteriotipados e trama bobinha. Mas o maior problema é que o filme tem suas boas ideias, mas não as aproveita: há várias situações que possibilitam soluções delicadas e tocantes, como as que a Pixar alcança, mas o roteiro as resolve de maneira besta. Quando Groo finalmente consegue roubar a Lua, ele está no meio de uma crise existencial, porque finalmente conseguira amar alguém (as três garotinhas). Então, ao invés de trazer a Lua para elas, ou desistir de roubar o satélite natural da Terra, ele simplesmente as procura para pedir desculpas. Óbvio, chato e sem graça.

Há poucos pontos positivos, como os personagens coadjuvantes – os Minions (ajudantes amarelinhos engraçadinhos) e o Dr. Nefario, que proporcionam os momentos mais legaizinhos do filme. O começo do filme também é legal, com a apresentação de Groo, e como é cool ser um vilão naquele mundo. Mesmo assim, não há nenhum momento em que o espectador dê gargalhadas. E pior: o filme, que “teria” sido pensado para o 3D mal utiliza a tecnologia, e fica aquele gostinho de que foi mera exigência dos produtores, e os roteiristas e diretores (Pierre Cofin e Chris Renaud) não deram o braço a torcer. Só recomendo se você REALMENTE amar qualquer animação, porque esta fica bem aquém de muitas outras lançadas nos últimos anos, como filmes Pixar, Tá Chovendo Hamburguer, os primeiros Shrek e outras.

Pontos Fortes – Personagens coadjuvantes em geral, início do filme

Pontos Fracos – Personagens principais esteriotipados, situações mal resolvidas, humor forçado

O Melhor do Filme – Os Minions, que são carismáticos e engraçadinhos

O Pior do Filme – Dublagem em português – e lembrem-se que a dublagem brasileira é uma das melhores do mundo

“Meu Malvado Favorito” – Ruim


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: