François faz falta

21 10 2010

Lá se vão 26 anos de sua morte… abaixo, uma aula de como se fazer cinema, em Os Incompreendidos, de 1959.

Anúncios

Acções

Information

4 responses

21 10 2010
Roberto Queiroz

Eu tô tentando ler um livro de ensaios que ele escreveu (o prazer dos olhos) há mais de um ano e ainda não consegui encontrar o dito cujo nas livrarias. Fantástico diretor! Realmente anda fazendo falta no atual cenário cinemtográfico.

22 10 2010
hqsubversiva

Dos livros publicados sobre o Truffaut, o meu favorito é, com certeza, o apanhado de entrevistas que ele fez com Hitchcock; tudo bem que o tema principal não seja exatamente o próprio Truffaut ou Hitchcock, mas o cinema como um todo, mas mesmo assim é maravilhoso!

23 10 2010
eliane klaczko

Olha Truffaut é cinema. CINEMA. E para isto nada como uma boa locadora, um pote de frutas secas (pq pipoca engorda) e, talvez, um calice de cointreau.

23 10 2010
hqsubversiva

Pena que morreu relativamente cedo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: