Heat (AKA Fogo Contra Fogo)

20 03 2011

Michael Mann está na luta desde o fim dos anos 60 como diretor. Entretanto, foi apenas em 1992 que o grande público o consagrou, com o espetacular O Último dos Moicanos. Após um hiato de três anos, o diretor volta à ativa com um gênero com o qual ele já era familiarizado: policial/roubo – só pra constar, em 1981 Mann filmou Thief, com James Caan. Em Fogo Contra Fogo, de 1995, Michael Mann não realiza apenas um filmaço de assaltos, como também conta uma história singular de personagens que lutam contra seus instintos numa sufocante caçada.

A trama mostra o jogo de gato e rato desempenhado pelo tenente Vincent Hanna [Al Pacino] e sua equipe, que busca prender o bando de Neil McCauley [Robert De Niro] após um assalto a um carro forte se transformar em uma chacina. A premissa parece simples, mas Mann – que também é o roteirista e produtor da obra – a enriquece trazendo aspectos mais humanos a estes personagens. Por exemplo, com exceção a De Niro, todos os assaltantes do bando têm esposas, filhos. Assim, os personagens ganham vida e importância no rumo dos acontecimentos, influenciando decisões e atitudes.

Acima de todas as tramas paralelas (motivadas pelas relações pessoais dos personagens) está o duelo entre Pacino e De Niro. E é aqui que vemos um caça que ultrapassa quaisquer limites, porque ambos são instintivos, e são os melhores no que fazem. Vemos, durante todo o filme, uma constante luta interna desses personagens para abdicar de seus “dons” – um sabe como ninguém roubar bancos, enquanto o outro é o especialista neste tipo de ladrão – em nome de uma convivência em sociedade. Porém, cada um decreta seu próprio destino com uma frase certeira durante o filme: “Eu sou o que caço” (Pacino) e “Nunca se apegue a nada que te atrase mais que 30s em uma fuga” (De Niro). Seguindo essa linha, o final apoteótico e preciso coroa o filme.

No resto, o filme mantém a linha: ótimas atuações, cenas marcantes – como na tocaia de Pacino, quando a câmera o faz ficar frente a frente com sua “presa”, De Niro -, sequências de ação bem filmadas, ótimo trabalho de som (o som das armas e explosões é ensurdecedor) e planos ousados. Michael Mann, municiado por um elenco pra lá de competente – pra vocês terem noção, Jon Voight e Natalie Portman (ainda novinha) são coadjuvantes – e uma direção segura, consegue realizar um filme de assalto com muito mais conteúdo que qualquer outro. Fogo Contra Fogo já está marcado como um dos melhores do gênero, e dos mais importantes da década de 90.

“Fogo Contra Fogo” – Excelente


Ações

Information

5 responses

20 03 2011
marcelo

“o som das armas e explosões é ensurdecedor” [2]
Faz tempo que assisti. Lembro que foi um dos únicos filmes de ação que eu “rebobinava” cada cena de tiroteio. Em fim De Niro + Pacino + Mann só podia dar num filmaço.

21 03 2011
hqsubversiva

Porra, fácil fácil top 10 anos 90 pra mim. A relação entre os dois é muito foda: o respeito entre dois caçadores de equivalente talento e eficiência… do caralho.

22 03 2011
Caio

A maneira como desenvolve os personagens, que sirva de exemplo pra muitos.

Gosto ainda mais de Colateral.

22 03 2011
Caio

O duelo final desse aqui apenas poderia ter sido mais… “western”.

22 03 2011
hqsubversiva

Na verdade eu acho o duelo bem western. Me explico: em um duelo de cowboys, de nada adianta você sacar primeiro, você deve aliar rapidez e eficiência. Nesse aqui, de certa forma, não há a rapidez, mas há um jogo de poder, de quem é mais eficiente que o outro. Nesse sentido, até podemos enquadrá-lo como western, creio eu…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: