Un Dollaro Bucato, 1966

24 07 2011

Uma boa e bem desenvolvida história de vingança, com pitadas de injustiça e crítica social são elementos mais do que suficientes para resultar em um bom filme. Quando você acrescenta um bom elenco e direção segura, com uma trilha sonora fascinante, ah, aí você tem um clássico. Un Dollaro Bucato (ou O Dólar Furado), de 1966, tem tudo isso e um pouquinho mais. Dirigido Giorgio Ferroni e estrelado por ninguém menos que Giuliano Gemma, o filme é, com certeza, um dos melhores spaghettis que já vi.

Um dos fatores que imortalizaram Gemma como grande protagonista é sua versatilidade. Com maestria, Giuliano é Gary O’Hara, um capitão confederado que aceita o fim da guerra e volta para sua casa. Derrotado, deixa novamente sua mulher em direção ao Oeste, para reencontrar seu irmão e tentar ganhar a vida honestamente. No entanto, enganado pelo poderoso McCoy [Pierre Cressoy], O’Hara se torna um “fantasma”, salvo da morte por seu dólar. Então, num jogo duplo à la Sergio Leone, Gary vai buscar sua vingança.

Não deixe se enganar pela relativa simplicidade da breve sinopse que escrevi acima. O roteiro, escrito por Ferroni e Giorgio Stegani, tem muito mais profundidade que uma mera trama de vingança. Há crítica social, que é personificada por McCoy e sua trupe e pelo preconceito dos moradores para com os sulistas. Ao mesmo tempo em que constrói uma trama envolvente, repleta de personagens pertinentes à trajetória de O’Hara, Petroni consegue dar um ritmo interessante ao filme, com cenas de ação e ótimos tiroteios.

Com uma história muito boa – que não cai no clichê das tramas de vingança -, boas atuações e sequências de ação, O Dólar Furado tem ainda uma trilha sonora inesquecível, composta por Gianni Ferrio – e homenageada em Bastardos Inglórios. Mais recomendado impossível!

“O Dólar Furado” – Excelente


Ações

Information

4 responses

25 07 2011
Pedro Pereira

Também é um dos meus spaghettis favoritos. A cena dos canos serrados é mítica, e por si só já valia para se ver o filme, mas há muito mais. Recomendo!


Pedro Pereira

http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
http://auto-cadaver.posterous.com
http://filmesdemerda.tumblr.com

25 07 2011
hqsubversiva

Sim, toda ciclicidade do roteiro, a crítica social… filmaço!

27 07 2011
Edelzio Sanches
27 07 2011
hqsubversiva

Obrigado, Edelzio! Mas o que é grande mesmo é o filme, inigualável! Hehe

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: