The Road Warrior

30 07 2011

Dois anos depois do mítico Mad Max, George Miller retorna ao seu devastado e sombrio universo pós-apocalíptico com The Road Warrior, de 1981. Com Mel Gibson retornando ao seu papel de Max Rockatansky, o filme é daqueles que nos parece praticamente impossível de ser visto atualmente. Além, é claro, da ausência de maneirismos atuais, como a shaky cam e edição frenética, Road Warrior é um dos melhores exemplares do cinema osso duro de roer australiano, um filme de ação impecável.

Não acho que seja necessário nos aprofundarmos em sinopses, mas apenas nos atermos ao básico: o mundo tá ferrado e a sociedade ruiu. Com isso, a luta por combustível e mantimentos transforma o panorama geral numa bagunça dos infernos e, como não podia deixar de ser, emergem diversas gangues de mal encarados e malucos com suas carangas modificadas e permanentes malfeitas. Há os personagens carismáticos – capitão Gyro [Bruce Spence show de bola], o cachorro, o Feral Kid [Emil Minty] e, claro, Max – e os vilões MUITO bad-ass – Humungus [Kjell Nillson, sensacional] e toda sua trupe.

O que mais me agrada no filme é que há uma dose perfeita de humor e ação. Aliás, que aula de como filmar perseguições em alta velocidade! Com um orçamento dez vezes maior que do primeiro filme, Miller não teve medo em ousar e chutar o balde com mais acidentes, mortes e dublês tendo que fazer muitas cenas desafiadoras. Como os dublês australianos da época eram bem malucos, temos sorte de ter tido alguém que soubesse utilizar todo este potencial.

Com sequências impressionantes, um ritmo bem desenvolvido e personagens icônicos, Road Warrior é daqueles clássicos instantâneos, daquelas obras moldadas por diferentes aspectos característicos de um determinado período histórico – George Miller e Mel Gibson ainda em início de carreira, gênero “pós-apocalíptico” em efervescência, uma equipe de dublês e de produção maluca o suficiente pra ousar e aproveitar seus recursos ao máximo. Que bom que tudo isso se juntou e podemos ver e rever esta bela combinação de fatores.

Mad Max 2: A Caçada Continua (The Road Warrior)” – Excelente

PS: Texto dedicado ao colega Ronald Perrone, brother de Dia da Fúria e Demmentia13.


Ações

Information

One response

31 07 2011
Ronald Perrone

Um dos melhores filmes que existe! Valeu pela dedicatória!🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: