Eu sou aquele que fica para trás

20 09 2011

… tipo aqueles caras que, quando andam em grupo, sempre acabam ficando pra trás, sabe? Digo, normalmente são três, quatro pessoas andando na calçada, e é mais do que óbvio que nem todos cabem – até porque existe todo um fluxo, há outras pessoas no sentido contrário, vezenquando o trio/quarteto tem que se abrir e tal. Você pode me dizer “mas porque eles não andam na rua?” claro que eles poderiam andar na rua, mas estamos falando do mundo real aqui, há todo um tráfego que realmente ocupa a rua, então o jeito é andar na calçada. Parece bobagem, mas este alinhamento de quem anda na ponta, quem anda perto dos portões (e consequentemente perto dos cães atormentadores), quem fica no meio e quem vai abrir passagem é bem natural. Não existe um planejamento pra isso, simplesmente acontece. Se há alguém no meio, alguém tem que ficar para trás. É a ordem natural das coisas, não há escapatória. Ninguém dá a mínima pra este tipo de coisa, eu sei que tudo parece bobagem “ora, você não está cruzando o Atacama, daqui a pouco esta caminhada acaba, fim de papo” é, até pode ser, mas quem tem que ficar desviando de buracos e irregularidades na sarjeta ou merda de cachorro não se acostuma. Ora ou outra te dá nos cornos. Bem, eu sou o cara que fica atrás.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: