Priest (2011)

27 10 2011

Vamos para um bate-bola-jogo-rápido: Priest de 2011, é uma ótima diversão descompromissada! Baseado no mangá do coreano Min-Woo Hyung, o filme tem um elenco solidificado em nomes pau-pra-toda-obra: Paul Bettany, Maggie Q, Karl Urban, Christopher Plummer e Cam Gigandet. A ambientação é muito competente, com toda a mistura de western-gótico-steampunk dando um ritmo agitado pras ações mostradas na tela. Não temos aquela câmera agitadona nos momentos de ação, há boas cenas de suspense/susto, e a sequência final é pra lá de divertida – com Maggie Q DESTROÇANDO uma gangue de motociclistas como se fosse a coisa mais fácil do mundo. O diretor, Scott Charles Stewart – o mesmo do mal-aproveitado Legião (também com Bettany) -, melhora seus rumos com Priest, mas também não nos enche os olhos. Ou seja, temos uma “doce bobagem”, daquelas que combinam perfeitamente com pipoca e coca-cola.

“Priest” – Bom


Ações

Information

4 responses

28 10 2011
João do caminhão

Achei esse filme muito sofrível, início de conversa não tem absolutamente nada a ver com a história do manhwa. Acho muito besta essa onda vampirizar tudo e aproveitando a onda Priest vampirizou também algo que se tratava de demônios. Pode até ter uma ação legalzinha, mas puts pra quem já leu a obra de origem, dá pra ter ideia de que os americanos são muito covardes produzindo um filme família.

Não acho os quadrinhos de Priest lá grande coisa, mas não entendo esse medo que o povo made in usa tem de usar demônios em filmes mainstream, algo que aconteceu com o filme do game Doom também, que substituiram por zumbis.

28 10 2011
hqsubversiva

Grande João, há tempos não te via por aqui, hehehe!
Pra ser sincero, nunca li Priest original, nunca me apeteceu. Mesmo com todas as ressalvas, ainda achei o filme divertido, mesmo! Esperava algo muito pior, pra ser sincero.

E nem entremos nos méritos de Doom, porque aquilo é das coisas mais sofríveis da última década. Quiçá de todos os tempos.

2 11 2011
Pedro Pereira

Eu achei engraçadito. Mas é daqueles filmes que passada meia-hora de o termos visto, já nem nos lembramos do argumento.

2 11 2011
hqsubversiva

Sim, filme pipocão completamente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: