“What we’re gonna do with this one, Frank?”

22 01 2012

Now that you called me by name…”





Feliz aniversário, mestre

3 01 2012

Quem ganhou o presente fomos nós. Fazes falta.





Spaghetti & Steak

2 11 2011

“A dieta dos campeões!”





C’era una volta il West

18 08 2011

A perfeição é um conceito extremamente dependente da perspectiva tomada, pois é uma mistura de afinidades pessoais, características assimiladas por todos, dentre outros inúmeros fatores. De qualquer modo, é praticamente uma utopia alcançá-la, com certeza. No entanto, há certas pessoas que realizam um feito digno de perfeição… e há pouquíssimas outras que conseguem mais do que apenas um. Um homem disposto a pagar qualquer preço por seu sonho; um homem disposto a pagar qualquer preço para se dar bem; um homem disposto a pagar qualquer preço por sua ganância, uma mulher disposta a pagar qualquer preço por sua sobrevivência; um homem disposto a pagar qualquer preço por sua vingança.

Elenco estelar, trilha magnânima, cenas inesquecíveis, planos bem montados e realizados, uma história riquíssima: Era Uma Vez no Oeste, de 1968, tem isso e muito mais. Também, é difícil imaginar uma obra que envolva Sergio Leone, Dario Argento, Bernardo Bertolucci, Nino Baragli, Ennio Morricone, Henry Fonda, Charles Bronson, Claudia Cardinale, Gabriele Ferzetti, Woody Strode e Jack Elam não resulte em algo extraordinário. A meu ver, por mais que tenham conteúdos e atmosferas completamente distintas, C’era una volta il West e Três Homens em Conflito são obras perfeitas, e cabe ao gosto do freguês decidir qual a sua favorita. Por um nariz de vantagem, ainda sou mais Il Triello, mas, oras, abençoados sejam os céus por nos permitir contemplar estas duas obras-primas.

“Era Uma Vez no Oeste” – Excelente





Devaneios de um Spaghetti qualquer

14 06 2011

Il Grasso, Il Magro e Il Bello” (O Gordo, o Magro e o Belo) – Terence Hill e Bud Spencer são dois irmãos encrenqueiros na cidade de Arrow City. Beberrões inveterados, os dois se apaixonam pela forasteira Claudia Cardinale. Porém, com a chegada do noivo de Claudia, o famoso pistoleiro Franco Nero, muitas brigas de bar, encontros mal sucedidos e confusão estão armadas! Dirigido por Enzo Barboni em 1974, o filme se torna um hit nas bilheterias italianas, e é exibido no Brasil regularmente na Sessão da Tarde a partir dos anos 80. Trilha sonora: Country Boy – Johnny Cash. Cena inesquecível: Hill, escondido embaixo da cama e Spencer mergulhado na banheira (sem saber da presença um do outro), enquanto Nero adentra o quarto de Cardinale para pegar o anel de noivado que comprara para a beldade.

Il Lupo Della Steppa” (O Lobo das Estepes) – Estrelado por Tomas Millian, conta a trajetória de um mestiço indígena e mexicano, exímio pistoleiro e caçador que vive isolado nas montanhas em território sioux. Com manchas em seu passado, Millian deve escapar da caçada do implacável Klaus Kinski, cujo irmão fora morto pelo mestiço anos atrás; dirigido por Sergio Sollima, Millian busca não apenas escapar com vida, como a redenção de seus pecados. Trilha sonora: Ghost Riders in the Sky – Johnny Cash. Cena inesquecível: Escondido do cerco de Kinski, Millian se refugia numa toca de lobos, com quem protagoniza uma espécie de duelo psicológico; no fim das contas, Tomas consegue manter os animais calados enquanto Klaus e seus homens vasculham as redondezas, deixando o espectador sem fôlego.

Un Centesimo Per la Tua Vita” (Um Vintém por sua Vida) – Gian Maria Volonté é o melhor jogador de Liar’s Dice do Velho Oeste, e também é um exímio pistoleiro. Ao competir no maior torneio deste jogo, realizado em El Paso – financiado pelo General Mario Brega -, Volonté precisa derrotar seus adversários nos dados e nas balas. Gianni Garko é um dos grandes rivais de Gian neste filme dirigido Enzo Castellari. Nos anos 90 houve um remake adaptado de Hollywood, com Mel Gibson como estrela. Trilha sonora: Mean Eyed Cat – Johnny Cash. Cena inesquecível: Volonté ganha um jogo contra uma mesa de pistoleiros mal encarados em uma cidade abandonada, e posteriormente os mata após perceber a armadilha montada pelo bando.

La chiamata Clint” (O Chamavam de Clint) – Charles Bronson é um velho pistoleiro, morador de um sítio afastado de qualquer civilização junto com sua amada Sophia Loren. Porém, com a ascensão do fazendeiro Eli Wallach na cidade de Paso Grande, o povo começa a ser oprimido, e apenas Bronson pode livrá-lo de seu maior detrator. Dentre os capangas de Wallach, se encontram nomes como Aldo Sambrell, Giuliano Gemma, William Berger e um irreconhecível David Carradine. Sergio Leone aceitou realizar o filme para conseguir financiamento para seu Era Uma Vez na América; como sempre, Ennio Morricone é o principal responsável pela trilha sonora, que também conta com músicas de Johnny Cash. Com o filme, Leone finalmente ganha seu Oscar, e arma terreno para sua grande saga italiana, dividida em dois filmes de 3h de duração. Trilha Sonora: Meet Me in Heaven – Johnny Cash. Cena inesquecível: a chegada de Bronson à cidade para o final apoteótico, em uma grande panorâmica sobre o centro do povoado, com um olhar distante, frio, de um assassino acordado novamente.

PS: Agradecimento especial ao grande amigo Osvaldo Neto, que me fez pensar nestas doces ilusões ao enviar “Ghost Riders in the Storm” no Facebook; valeu, amigo!





Era Uma Vez na América

4 04 2011

Pessoal, escrevi um artigo detalhado sobre a ótima novidade sobre o clássico mafioso de Leone – os 40min adicionais adquiridos por suas filhas, lembram? O texto está na sessão Panorâmica do site dos queridos amigos da Revista Projeções,  que está passando por uma atualização completa, e deve continuar em um ritmo frequente de novos textos. Leiam e comentem!

 





Once Upon a Time in America

11 03 2011

Vai ganhar 40 minutos de material inédito? Cacete, isso sim são boas notícias.








%d bloggers like this: